Notícias

Anitta declara voto em Lula depois de assassinato de petista: “Não me deixa outra opção”

A cantora Anitta mudou o posicionamento político depois do assassinato do guarda municipal Marcelo Aloizio de Arruda, em Foz do Iguaçu. Ele comemorava seus 50 anos em famílias na noite do último sábado (9) em uma festa cujo tema era o petista Lula, e acabou morto a tiros pelo agente penal bolsonarista Jorge José da Rocha Guaranho.

O assassino gritava, segundo as testemunhas, “aqui é Bolsonaro”. Em reação ao episódio, Anitta declarou apoio à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa eleitoral de outubro.

Em uma rede social, ela escreveu:

“A postura extremamente agressiva e antidemocrática dessa gente não me deixa outra opção. É Lulalá (…) Não sou petista e nunca fui. Mas este ano estou com Lula. Que paguem o preço de ter a pessoa que vocês mais odeiam no comando novamente só pela burrice e falta de caráter de querer resolver as coisas na violência e na intolerância.”

Lula reagiu à publicação da cantora: “Vamos juntos envolver o Brasil”, escreveu.

Ao longo do ano, Anitta e Jair Bolsonaro (PL) trocaram farpas na internet até que ela o bloqueou no Twitter em abril. A cantora também mobilizou uma campanha incentivando o voto de jovens menores de 18 anos em outubro.
Capa: Foto reprodução/Instagram Anitta

Deixe uma resposta