Brasil, Notícias

Promessa descumprida: governo Bolsonaro não paga retroativo do Auxílio Brasil

De acordo com o ministro, em dezembro, o valor mínimo de R$ 400 foi pago e agora em janeiro, além dele, estão sendo contempladas mais de 3 milhões de famílias no Auxílio Brasil, totalizando certa de 17 milhões de famílias. A informação inicial do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, era de que o universo de beneficiários seria de 14,5 milhões

Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

O Auxílio Brasil substituiu o Bolsa Família mas, ao contrário deste, é provisório. Seu pagamento está confirmado apenas até dezembro. Depois disso, tudo é incerteza. Por este motivo, foi considerado uma manobra eleitoreira, o que gerou uma série de críticas ao governo.

Elias Sampaio, economista e funcionário do Ministério da Economia, diz que “O Auxílio Brasil pode ser simplesmente o ‘bode na sala’ para financiamento das bases eleitorais dos aliados, em 2022. O que nos faz pensar que é o contrário?”. Na avaliação dele, isso pode trazer consequências drásticas para a população como fome, desemprego, aumento da violência e das mazelas sociais.

Deixe uma resposta